Comentários

(7)
Daniela Farina
Daniela Farina
Comentário · há 5 anos
Renato Batista de Paula,

Eu que agradeço a resposta e o comportamento que, a meu ver, propicia um ambiente de discussão saudável, o que tem sido impossível na maioria das redes sociais atualmente (infelizmente).

Também não concordei com a manifestação desrespeitosa na última parada gay, assim como não concordei também com o que a Charlie Hebdo fez lá na França (mesmo tendo cunho "humorístico", leia-se sarcástico, nesse caso em particular).

Aliás, o último parágrafo do meu comentário diz exatamente isso. E vale para todos, a meu ver. Principalmente nas redes sociais. Antes de emitir uma opinião, procure ponderar se ela não desrespeitará ninguém.

Mas o foco da minha discussão foi realmente os agentes políticos. E quando eu disse "impor", eu quis dizer que um deputado/senador (principalmente se ele for presidente da Câmara, ou de uma Comissão em especial) possui o "poder" de influenciar projetos de lei (e assim ditar os caminhos que o país toma) de acordo com suas convicções religiosas. Até aí tudo bem, eu acho que o Congresso tem que ser composto por uma mistura de todas as representações possíveis (afinal isso é democracia, como você bem mesmo expôs), e quem compartilha dos mesmos princípios religiosos que eles também tem que estar lá representados. Mas e quando esses princípios desrespeitam um determinado estrato social, qual seja os homossexuais?

Aí pra mim eles estão ignorando um objetivo fundamental básico da República Federativa Brasileira, o de promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

E, sinceramente, a meu ver, pessoas que não conseguem enxergar o próximo como parte de nossa sociedade, não deveriam nem sequer ser eleitas, mas, porém, entretanto, estamos numa democracia (graças a Deus) e a democracia também tem dessas coisas.
Daniela Farina
Daniela Farina
Comentário · há 5 anos
Renato Batista de Paula,

Não creio que o Leonan Martins quis se referir aos evangélicos de forma generalizada, desrespeitando os mesmos.
Creio que ele deixou claro que se trata da intolerância da bancada evangélica, que muitos prejuízos já trouxe a esse país.
Não é preciso lembrar, mas vou citar alguns exemplos, baseando-me em dois trechos de reportagens:

"
'Índio nasce índio, não tem como mudar. Negro nasce negro, não tem como mudar. Mas quem nasce homossexual pode mudar. Até a palavra ‘homossexual’ deveria ser abolida do dicionário, já que se nasce homem ou mulher.'

As frases são de Marco Feliciano (PSC-SP), indicado pelo seu partido como novo presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, e foram proferidas, em novembro do ano passado, durante audiência pública da Comissão de Seguridade Social e Família. Ele participava de um debate sobre uma resolução do Conselho Federal de Psicologia que, desde 1999, proíbe profissionais de oferecerem tratamentos para “curar” homossexuais. É claro, era contra a resolução."

(http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2013/03/05/nao-acredito-no-demonio-so-na-intolerancia-da-bancada-evangelica/)

"Na TV, um suposto representante de Deus na Terra diz que o casamento entre pessoas do mesmo sexo nunca se tornará lei no país porque “o Brasil é de Deus'' e ele não aceitará essa pouca vergonha. Vale lembrar que hoje ele é permitido por ação da Suprema Corte na interpretação da
Constituição."

(http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2015/05/31/pergunteiadeus-se-ela-concordava-comocasamento-gay/)

Creio que, como bem você citou em seu comentário, liberdade de expressão é uma coisa, desrespeito é outra. E há, a bem da verdade, um limite muito tênue entre essas duas coisas. Na minha opinião, esses líderes evangélicos desrespeitam, quando proferem suas opiniões. Não é apenas liberdade de expressão isso.

Mas eu chamo atenção aqui para algo ainda pior: Que é usar de sua liberdade de crença/expressão religiosa para IMPOR uma forma de governar num Estado que é laico segundo a própria Constituição Federal. O que é isso, se não um flagrante desrespeito ao povo brasileiro?

Então eu compartilho, se me permitir também, da "raiva" que o Leonan está sentindo ao acompanhar todas as movimentações da Bancada Fundamentalista no Congresso Nacional.

Porque, a meu ver, eles passaram de todos os limites.

E eu não vou nem entrar no mérito de que você pode se expressar como quiser, mas tem total responsabilidade sobre as consequências de suas palavras (se não responsabilidade legal, possui moral. Veja bem, há coisas que são permitidas no ordenamento jurídico, mas não quer dizer que possuem bom senso. Há de se fazer um julgamento bem cuidadoso antes de sair proferindo suas opiniões por aí. O mundo agradaceria e seria melhor, na minha modesta opinião). Já pensou que com sua liberdade de expressão você pode alimentar preconceitos? Já pensou que um jovem pode vir a se matar por entrar em conflito entre o que ele verdadeiramente sente (atração por pessoas do mesmo sexo) e o que a sua igreja impõe a ele que é pecado? Assista "Orações para Bobby". Fica a dica do filme, baseado em história verídica.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Daniela

Carregando

Daniela Farina

Entrar em contato